Home » CAU Mais Perto, Destaques, Notícias, Notícias CAU/RS » CAU Mais Perto: movimentos recentes da arquitetura na Serra Gaúcha

CAU Mais Perto: movimentos recentes da arquitetura na Serra Gaúcha

cau-mais-perto-na-serra-gaucha

A arquitetura da Serra Gaúcha carrega a herança dos imigrantes alemães e italianos que ali se estabeleceram. A região, colonizada por construtores de vocação, passa por novos movimentos, importantes para a retenção de arquitetos e urbanistas.

Para Carlos Eduardo Mesquita Pedone, arquiteto, urbanista e coordenador da Comissão de Exercício Profissional (CEP) do CAU/RS, ainda que os profissionais busquem formação nos grandes centros, uma parcela considerável retorna para atuar em sua cidade de origem. “É o caso de Caxias do Sul que é um polo regional. Temos alunos de várias cidades do aglomerado urbano do Nordeste e outras cidades sob a área de influência da UCS, como Garibaldi, Carlos Barbosa, Flores da Cunha, Veranópolis, entre outras”, revela.

Segundo as observações do arquiteto, há espaço para o “novo” na arquitetura da Região da Serra. “Percebo uma produção de extrema competência. Traços mais contemporâneos também”, reconhece. Assim como em outras localidades, os arquitetos e os urbanistas atuam primeiramente com arquitetura de interiores, residências unifamiliares, espaços comerciais de baixa complexidade. “Mas notamos que alguns já assinam edifícios de pequeno porte ou fazem parte das equipes de construtores e incorporadores, em canteiros de obra ou em setores de projeto destas empresas”, comenta.

Para Pedone, a Região da Serra reserva um mercado imobiliário pujante. Há também casos interessantes de restauro em andamento e a arquitetura industrial que também é recorrente na região, além de bons exemplares de residências unifamiliares em novos loteamentos.

A arquiteta e urbanista Leticia Zanesco, do escritório Zanesco Galeazzi, percebe transformações no mercado de arquiteto de Bento Gonçalves nos últimos cinco anos. E, como consequência, uma mudança no perfil dos escritórios locais. “Até pouco tempo, não conseguíamos ter suporte de estagiários, por exemplo. A qualificação dos profissionais possibilita que os pequenos estúdios tornem-se empresas de arquitetura”, comenta. O polo moveleiro, que sempre absorve um número considerável de arquitetos, contribui para a ampliação das referências. “Muitos colegas, por conta do trabalho em grandes empresas, viajam mundo afora. E, de certa forma, isso contribui para a promoção do traço contemporâneo da arquitetura”, reflete.

CAU Mais Perto

Nos dias 6, 7 e 8 de dezembro, o CAU Mais Perto passará por três importantes cidades da Serra Gaúcha: Caxias do Sul, Farroupilha e Bento Gonçalves. Nas três cidades haverá atendimento ao público, coleta biométrica para graduados e fiscalização de obras e empresas.

O CAU Mais Perto é o programa de atendimento e fiscalização itinerante que leva o Conselho de Arquitetura e Urbanismo (CAU/RS) ao interior do estado com o suporte de equipes especializadas em furgões customizados e veículos de apoio. O objetivo é oferecer a mesma qualidade dos serviços prestados na sede em Porto Alegre. Entre eles, atendimento ao público (profissionais, empresas e sociedade) e ações relacionadas ao Exercício Profissional, Ensino e Formação, Ética e Disciplina e Fiscalização.

Coordenado pela Comissão de Exercício Profissional do CAU/RS, o programa iniciou em fase piloto em outubro de 2016 e entrará em atividade plena em 2017.

Serviço

  • Caxias do Sul
    Dia: 06/12/2016, das 13h30 às 17h30
    Local: UCS Caxias do Sul (Av. Frederico Segala, 3099) – Campus 8 – Sala 319 – Prédio Principal
  • Farroupilha
    Dia: 07/12/2016, das 13h30 às 17h30
    Local: Salão Nobre da Prefeitura Municipal de Farroupilha (Praça da Emancipação, s/nº)
  • Bento Gonçalves
    Dia: 08/12/2016, das 13h30 às 17h30
    Local: CARVI – Campus Universitário da Região dos Vinhedos (Alameda João Dall’Sasso, 800) – Sala CD340
  • Pin It


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.
Campos marcados com * são obrigatórios.

*