Home » Notícias, Notícias CAU/RS, Oportunidades, Sem categoria » Rio Grande do Sul se destaca no 10º Prêmio AsBEA de Arquitetura

Rio Grande do Sul se destaca no 10º Prêmio AsBEA de Arquitetura

Print Friendly, PDF & Email

Na última semana, ocorreu no Instituto Tomie Ohtake, em São Paulo, uma das mais importantes premiações de arquitetura e urbanismo do Brasil: o prêmio AsBEA de Arquitetura 2018. O objetivo do evento é premiar os melhores projetos arquitetônicos, visando a valorização da criatividade e a inovação dos arquitetos do país. Escritórios gaúchos se destacaram com dois prêmios e oito menções honrosas.

A premiação do evento está dividida em oito categorias, limitada a três categorias por participante, são elas: Edifícios e conjuntos residenciais; Edifícios comerciais; Edifícios de serviços; Edifícios institucionais; Edifícios industriais; Arquitetura corporativa e de interiores; Residências; e Projetos especiais. Os projetos são inscritos nas modalidades “Obras concluídas nos últimos cinco anos” e “Projetos não edificados”.

A qualidade dos trabalhos desenvolvidos pelos escritórios gaúchos é resultado da formação acadêmica que existe no estado. As instituições de ensino de Arquitetura e Urbanismo tem o papel fundamental de introduzir a crítica arquitetônica como tema central na formação profissional.

De acordo com o arquiteto e urbanista Maurício Santos, diretor da Hype, um dos escritórios que recebeu menção honrosa na premiação, “as premiações em geral ajudam a dar reconhecimento ao trabalho do arquiteto, materializando de certa forma, principalmente junto ao público leigo, as qualidades percebidas nos projetos. O que nos chamou a atenção foi a qualidade dos trabalhos e dos escritórios participando. É, portanto, uma mostra bem representativa da arquitetura brasileira e é muito bom sabermos que estamos fazendo parte disso”.

O arquiteto e urbanista Ricardo Ruschel, sócio da Smart Arquitetura, outro dos escritórios que recebeu menção honrosa, acredita que o prêmio ASBEA tem uma relevância muito grande por estabelecer para a sociedade uma amostragem crítica do panorama da arquitetura em um determinado período e criar nesta sociedade expectativas de excelência em arquitetura. “Para a Amart é muito relevante ter dois projetos entre os premiados por sentirmos que estamos dando à sociedade uma produção à altura desta expectativa. Da mesma forma nos honra muito ver no prêmio uma descentralização da antiga hegemonia São Paulo/Rio e em especial a presença de 10 escritórios gaúchos entre os premiados. Isto reforça que existe um olhar regional mais maduro e comprometido com a qualidade das nossas cidades por parte de arquitetos e contratantes”, conclui.

Conheça os projetos gaúchos que foram destaque na premiação:

Casa da Figueira | Stemmer Rodrigues | Menção honrosa categoria residências, modalidade obras concluídas.

Artsy | Smart e Ideia 1 | Menção honrosa categoria edifícios de uso misto, modalidade obras concluídas.

Lageado 167 | Smart Arquitetura e Studio Prudencio | Menção honrosa categoria edifícios residenciais, modalidade obras concluídas.

Vint Offices | Hype Studio | Menção honrosa categoria edifícios de uso misto, modalidade obras concluídas.

Casa Cláudios | Arquitetura Nacional | Menção honrosa categoria residências, modalidade obras concluídas.

República 358 | Hype Studio | Menção honrosa categoria arquitetura corporativa, modalidade obras concluídas.

Cap. 1 Três Figueiras | OSPA | Menção honrosa categoria edifícios residenciais, modalidade não edificados.

Casa Bolivar | Sauermartins | Prêmio principal na categoria residências, modalidade não edificados novos talentos.

Fábrica da Perto | Santini e Rocha | Prêmio principal na categoria edifícios industriais, modalidade obras concluídas.

Prédio Público Federal | Santini e Rocha | Menção honrosa categoria edifícios de uso misto, modalidade não edificados.

 

  • Pin It


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.
Campos marcados com * são obrigatórios.

*