Home » Notícias » Destaques, Notícias, Notícias CAU/RS » Mercado de trabalho para arquitetos retoma crescimento no fim de 2020

Mercado de trabalho para arquitetos retoma crescimento no fim de 2020

Print Friendly, PDF & Email

Serviços de Arquitetura e Urbanismo no último trimestre cresceram 12% em relação ao mesmo período do ano anterior.

 

Dados mais recentes do SICCAU reforçam a importância dos arquitetos e urbanistas em momentos de crise e necessidade. Com a pandemia de Covid-19, o cenário de incertezas e as restrições ao comércio fizeram com que a demanda por projetos e obras diminuísse de forma drástica nos primeiros meses do ano passado. Porém, após esse abalo inicial, o mercado de Arquitetura e Urbanismo mostrou um grande poder de reação. No últimos três meses de 2020, o número de atividades registradas pelos arquitetos e urbanistas cresceu 12% em relação ao mesmo período de 2019.

No passado, foram executados mais de 1,5 milhão de serviços do setor. Considerando-se todo o ano de 2020 houve uma queda de 6,3% em relação a 2019. Porém, esse impacto concentrou-se nos primeiros meses. Entre o segundo e o terceiro trimestre do ano passado, foi verificado um crescimento de 52% nas atividades realizadas por arquitetos e urbanistas. Em novembro, os volume de serviços registrados por meio de RRT já estava em um patamar 15% que no ano anterior. Em dezembro, o crescimento foi de 14%.

 

Mesmo com a pandemia, nove estados registraram crescimento em 2020. A maioria deles na Região Norte: Acre (+18%), Amazonas (+18%), Roraima (13%), Amapá (+6%). Na Região Centro-Oeste, Distrito Federal (+6%), Mato Grosso (+13%) e Goiás (+3%) também realizaram mais atividades na comparação com 2019. Os demais estados são Ceará (+6%), Sergipe (+4%) e Paraná (+1%). Em São Paulo, estado que responde por quase um quarto dos serviços realizados no país, experimentou uma queda de 13% na demanda. No Rio de Janeiro e na Bahia, essa queda foi de 21%.

 

Crescimento consistente

Destaque-se que a pandemia de Covid-19 atingiu os arquitetos e urbanistas logo após suas atividades baterem recorde em 2019. Naquele ano foram realizadas mais de 1,6 milhão de atividades, o maior número da série histórica, medida desde que o Conselho de Arquitetura e Urbanismo foi criado, em 2011. Os dados trazidos pelo CAU mostram que o mercado de Arquitetura e Urbanismo vinha crescendo de forma acelerada nos últimos anos. Foram três anos seguidos de expansão, com um crescimento de 2,5% em 2017, 5,4% em 2018 e 8,2% em 2019.

Em 2020, as atividades de projeto arquitetônico se mostraram as mais resilientes. Foi o tipo de serviço que sofreu menos impactos com a pandemia do Covid-19: 3,7% de queda, contra uma queda de 11% nas atividades de gestão e 10% nas de execução e obras. Projetos arquitetônicos representam mais da metade (53%) do total de serviços realizados no ano passado. Execuções de obras correspondem a quase um terço (32%) do total.

Esses serviços foram realizados por 202.588 arquitetos e urbanistas registrados no Conselho de Arquitetura e Urbanismo. Desses, 9.466 são novos profissionais que entraram no mercado durante o ano passado. A maioria são mulheres (64%). Arquitetos e urbanistas jovens, com menos de 30 anos, já representam 31% do total de profissionais. Outros 30% têm entre 31 e 40 anos de idade. Profissionais com mais de 50 anos somam apenas 21% do total. O número de empresas também cresceu: são 1.099 novas empresas, um crescimento de 4% em comparação com 2019.

Fonte: CAU/BR

 

  • Pin It


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.
Campos marcados com * são obrigatórios.

*