Home » Notícias » Destaques, Notícias CAU/RS » Iconicidades: concurso de Arquitetura busca revitalizar espaços de referência para a cultura gaúcha

Iconicidades: concurso de Arquitetura busca revitalizar espaços de referência para a cultura gaúcha

Print Friendly, PDF & Email

Vencedores recebem 20 mil reais e serão contratados para elaborar projeto executivo.

Escritórios de Arquitetura de todo o país poderão apresentar projetos arquitetônicos para espaços de referência da história e cultura de cinco cidades gaúchas, em concurso que será lançado neste mês, na segunda etapa do Iconicidades. As propostas para intervenção em espaços considerados simbólicos, seja pelo caráter histórico, localização ou potencial de atrair público serão nas cidades de Cachoeirinha, Pelotas, Rio Grande, Santa Maria e São Leopoldo, com um edital por cidade.

A iniciativa, lançada em junho deste ano pelo governo do Rio Grande do Sul, estimula as prefeituras a investir nesses espaços. O apoio do Estado se dará com a contratação do vencedor em cada edital para elaborar o projeto executivo que irá amparar a realização da obra. Serão premiados os três primeiros colocados em cada edital, com R$ 10 mil ao terceiro lugar, R$ 15 mil para o segundo e R$ 20 mil aos vencedores de cada uma das cinco propostas, além do contrato para desenvolver e entregar o projeto completo ao município. O valor entre premiação e contratação dos projetos é de R$ 3,975 milhões.

A partir desta etapa, ficará a cargo da prefeitura levar adiante a obra, em investimentos que devem ser de até R$ 5 milhões, e para isso poderá contar com parceiros da iniciativa privada. A previsão é divulgar o resultado em fevereiro de 2022.

 

IAB RS assessora governo do Estado na iniciativa

O Instituto dos Arquitetos do Brasil no Estado (IAB RS) está prestando assessoria ao governo para a realização do concurso Iconicidades. Hiparcio Stoffel, diretor-geral do Escritório de Desenvolvimento de Projetos do governo, explica que a parceria se consolidou durante a elaboração do projeto e “permite que, no futuro, o governo tenha essa competência para realizar mais concursos”. Os termos de referência de cada edital estão sendo elaborados pelo governo com participação de prefeituras e acompanhamento técnico do IAB.

Presidente do IAB RS, o arquiteto e urbanista Rafael Pavan dos Passos avalia que a definição do projeto em concurso garante a melhor qualidade técnica aliada à economicidade, uma vez que o preço é fixo. Ao gestor público, permite ter diferentes possibilidades de solução para a sua necessidade, para que a escolha seja a melhor tecnicamente. “Como não se analisa currículo (e sim a proposta), em tese todos, com pouco ou muito tempo de profissão, têm as mesmas chances. Vários escritórios se consolidaram por vencer concursos”, destaca.

 

As propostas selecionadas pelo projeto Iconicidades

As informações são as apresentadas pelas prefeituras ao Governo do Estado. Clique nos nomes das cidades para mais informações.

Cachoeirinha

Espaço: Complexo Cultural Casa de Cultura

Proposta: Complexo Cultural Casa de Cultura

Localizado às margens do Rio Gravataí, o Complexo compreende a Casa de Cultura Demósthenes Gonzalez e o píer onde se encontra a Praça Ecoturismo Leonel de Moura Brizola. A proposta é revitalizar o espaço e transformar a avenida Beira-Rio, que integra o Complexo, em uma rua coberta. Conta com apoio do Centro Universitário Cesuca.

Pelotas

Espaço: Antiga sede do Banco do Brasil

Proposta: Centro de Gastronomia

A edificação, construída entre 1926 e 1928, está localizada no Centro Histórico. Integra o patrimônio cultural do município e é tombado em nível federal pelo Iphan. A proposta é restaurar o imóvel para receber o Centro de Gastronomia Senac de Pelotas. A prefeitura conta com a parceria da Fecomércio-RS.

Rio Grande

Espaço: Molhes da Barra

Proposta: Complexo turístico e de preservação ambiental

Os Molhes da Barra dois quebra-mares construídos com gigantescas pedras que avançam 4 quilômetros no Oceano é uma das maiores obras da engenharia marítima, construída entre 1911 e 1915. A proposta é fortalecer o potencial turístico do local aliado à preservação ambiental e com espaço para os negócios locais. Tem o apoio de oito entidades locais.

Santa Maria

Espaço: Clube dos Ferroviários

Proposta: Centro de artes e economia criativa

O antigo Clube dos Ferroviários está localizado no Centro Histórico e inserido na Mancha Ferroviária, tombada pelo Iphae. O município já possui um Termo de Referência relativo ao planejamento de um Distrito Criativo e aponta como relevante a presença de um espaço revitalizado para contribuir com a proposta. Tem o apoio de 10 entidades locais.

São Leopoldo

Espaço: Casa da Feitoria / Museu do Imigrante

Proposta: Espaço destinado a turismo, atividades ligadas a esporte e lazer, feiras, empreendimento e eventos.

A casa, original da época colonial, é tombada como patrimônio histórico estadual. Sofreu desabamentos parciais, o mais recente em 2019. A prefeitura quer restaurar o espaço para a comemoração do Bicentenário de São Leopoldo e da Imigração Alemã no Brasil (uma das etnias representadas no local). Conta com o apoio de diversas entidades locais.

 

Acompanhe todas as etapas e atualizados do Iconicidades em www.iconicidades.rs.gov.br

 

 

Fonte: Jornal do Comércio e IAB RS

 

  • Pin It


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.
Campos marcados com * são obrigatórios.

*