Home » Notícias » Destaques, Notícias, Notícias CAU/RS » Comissão de Equidade de Gênero conclui atividades no CAU/RS

Comissão de Equidade de Gênero conclui atividades no CAU/RS

Print Friendly, PDF & Email

Cartilha e selo contra assédio estiveram entre os trabalhos realizados pela Comissão Temporária, que atuou por um ano no Conselho.

Em 2019, o Conselho de Arquitetura e Urbanismo (CAU/RS) foi um dos CAU/UF a criar uma Comissão Temporária de Equidade de Gênero (CTEG). Formada pelas arquitetas e urbanistas Roberta Edelweiss (conselheira do CAU/RS e coordenadora), Marisa Potter (conselheira do CAU/RS), Paula Motta (coletivo Turba), Cláudia Fávaro (especialista em Gestão Estratégica do Território Urbano) e a fundadora da ONG Mulher em Construção, Bia Kern, a Comissão foi aprovada durante a 100ª Reunião Plenária do CAU/RS.

Uma das primeiras ações da CTEG-CAU/RS foi o workshop Cenários Possíveis para a Equidade de Gênero na Arquitetura e Urbanismo, seguido pelo Ciclo de Debates “Mulheres na Arquitetura – Cidades Inclusivas para Mulheres”, promovido pelo CAU/BR.

O trabalho na pandemia

O ano de 2020 mal havia começado quando a pandemia do novo coronavírus exigiu adaptações na vida pessoal e profissional de todos. Para a CTEG não foi diferente, mas nem por isso o tema equidade de gênero deixou de ser debatido. Ao criar a série de bate-papos em tempo real intitulada CAU Vivo, o Conselho gaúcho realizou quatro edições com temas propostos pela CTEG.

Mais recentemente, foi lançado o selo do CAU/RS contra o assédio, disponível para download e que também faz parte dos trabalhos realizados pela CTEG. Em breve, também será disponibilizada uma cartilha de combate ao assédio com diretrizes projetuais referentes a três esferas: cidade, bairro e casa.

“Trata-se de um legado maior do que imaginamos quando começamos a Comissão, mas também é um trabalho que está apenas começando. O retorno que tivemos foi muito importante, não apenas de colegas arquitetas e urbanistas mas da sociedade como um todo. A construção de uma rede que envolve mulheres que representam outras frentes também foi fundamental. De fato, estamos apenas começando”, aponta a conselheira do CAU/RS e presidente da CTEG, Roberta Edelweiss.

“As mulheres representam 65% dos profissionais arquitetos e urbanistas, mas estão sub-representadas nos espaços de decisão e com pouca visibilidade técnica e profissional. O CAU/RS foi um dos pioneiros na criação de uma comissão específica para estudar e propor ações afirmativas que buscam reverter esse quadro e garantir o protagonismo feminino e a equidade de oportunidades e representatividade em todos os níveis. Um resultado desse trabalho já se configura na composição do próximo plenário do CAU/RS, pela primeira vez com maioria de Conselheiras. A próxima gestão terá em mãos uma extensa lista de propostas elaboradas pela Comissão para ações internas, para as profissionais de todo estado e para as iniciativas do CAU/RS promovendo a equidade junto à sociedade”, afirma o presidente do CAU/RS, Tiago Holzmann da Silva.

 

 

 

  • Pin It


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.
Campos marcados com * são obrigatórios.

*