Home » Notícias » Destaques, Notícias, Notícias CAU/RS » Clóvis Ilgenfritz da Silva recebe o Colar de Ouro no 21º Congresso Brasileiro de Arquitetos

Clóvis Ilgenfritz da Silva recebe o Colar de Ouro no 21º Congresso Brasileiro de Arquitetos

Clóvis Ilgenfritz da Silva no estande do CAU/RS durante a Feira do Livro de Porto Alegre em 2016. Foto: CAU/RS

Clóvis Ilgenfritz da Silva será homenageado no 21º Congresso Brasileiro de Arquitetos (CBA), evento que acontece em Porto Alegre de 09 a 12 de outubro. Aos 80 anos, o arquiteto e urbanista gaúcho natural de Ijuí (RS) receberá na cerimônia de abertura o Colar de Ouro, comenda criada pelo Instituto dos Arquitetos do Brasil (IAB) como reconhecimento máximo aos arquitetos e urbanistas pela sua obra e atuação profissional. A entrega do Colar de Ouro será às 19h30, no Auditório Araújo Viana.

Formado em 1965 pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Clóvis dedicou sua trajetória profissional a projetos e políticas de habitação popular, sendo o criador da chamada Lei de Assistência Técnica para Habitação de Interesse Social (ATHIS). A Lei nº 11.888/2008 assegura, às famílias de baixa renda, assistência técnica pública e gratuita para o projeto e a construção de moradias. A iniciativa foi aprovada em 2008, após anos de discussão no Congresso, e sancionada pelo presidente Lula no mesmo ano. Clóvis sempre esteve à frente dessa pauta, pela qual lutou por quase quatro décadas. “Seguimos lutando nem que seja a conta gotas. Cada ação que se fizer no âmbito regional vai gerar uma repercussão local e regional e fazer com que outros queiram”, destaca o arquiteto e urbanista.

Na 81ª Plenária do CAU/RS, realizada em janeiro de 2018, Clóvis presidiu a sessão de posse da nova gestão. O arquiteto e urbanista é conselheiro do CAU/RS, coordenador da Comissão Temporária de Assistência Técnica e integrante da Comissão de Organização e Administração. Foto: CAU/RS

A trajetória profissional, política e sindical de Clóvis é para poucos. O ex-presidente e fundador da Federação Nacional dos Arquitetos e Urbanistas (FNA) e do Sindicato dos Arquitetos no Estado do Rio Grande do Sul (Saergs), coordenou, ainda na década 1970, da Assistência Técnica para Moradia Econômica (ATME), que gerou a Lei nº 11.888/2008. Também auxiliou na articulação e fortalecimento da categoria e dos sindicatos, tendo sido um dos criadores e presidido a FNA entre 1983 e 1986, e o Saergs, em suas primeiras três diretorias (1974 a 1983). No currículo, está uma extensa atuação ligada ao Partido dos Trabalhadores (PT), tendo sido um dos fundadores do partido (1981) e da Central Única dos Trabalhadores (CUT), no mesmo ano.

Clóvis lecionou na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da UFRGS entre 1972 e 1977, assumiu como vereador de Porto Alegre por três mandatos (1989 a 1992/1993 a 1996/1997 a 2000), além de ocupar o cargo de Secretário Municipal de Planejamento (1989) e Deputado Federal. “Temos problemas, limitações e defeitos, mas não podemos desistir. A persistência tem que estar junto com nossa visão política. Temos que persistir e não esmorecer. Em todos os sentidos, há uma esperança que o Brasil volte a ser o país dos brasileiros e se revogue toda essa situação calamitosa que está em relação aos direitos dos trabalhadores”, afirma o homenageado.

Premiações e homenagens

Este não é o primeiro reconhecimento recebido pelo arquiteto e urbanista ao longo de sua trajetória profissional. Em 2016, Clóvis foi surpreendido, na abertura do II Congresso Internacional de Arquitetura e Sustentabilidade da Amazônia (II ArqAmazônia), realizado em Manaus (AM), com o Prêmio Juan Torres Higueras, honraria concedida pela Federação Pan-Americana de Arquitetos (FPAA) pelo “conjunto da obra” dos trabalhos desenvolvidos pelos premiados.

Leia mais

Entrevista: Clóvis Ilgenfritz da Silva, pioneiro na Arquitetura de Habitação Social no Brasil

 

  • Pin It


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.
Campos marcados com * são obrigatórios.

*