Home » Notícias » Destaques, Notícias, Notícias CAU/RS » Cidades Vacinadas: livro reúne ensaios de arquitetos e urbanistas com propostas para o pós-pandemia

Cidades Vacinadas: livro reúne ensaios de arquitetos e urbanistas com propostas para o pós-pandemia

Print Friendly, PDF & Email

O Conselheiro Federal eleito pelo Rio Grande do Sul, arquiteto e urbanista Ednezer Flores, foi um dos autores que contribuíram com a publicação.

O livro “Cidades Vacinadas”, apresenta propostas urbanas e ambientais a serem consideradas e aplicadas no planejamento e nas políticas públicas das cidades brasileiras. São vários olhares, com diferentes ênfases, para novas questões a serem estudadas ou erros a serem evitados no futuro. 

“Esta obra, feita por várias contribuições, nos mostra crônicas e relatos sobre o presente, o passado e o futuro de nossas cidades ou conglomerados urbanos. Sem dúvida, é uma leitura obrigatória para todos os agentes que atuam nas esferas públicas e privadas, atuando com planejamento territorial com o objetivo de melhorar a qualidade de vida dos brasileiros”, destaca o Conselheiro Federal eleito pelo Rio Grande do Sul, Ednezer Flores, que contribuiu com um dos ensaios do livro.

“Busquei contribuir relacionando os fatores de saúde humana com a concepção e uso espacial de nossas cidades, face o momento que vivenciamos perante a pandemia do Covid-19 e que evidencia as fragilidades históricas das ocupações urbanas de nossas cidades”, explica.

Organizado pela arquiteta e urbanista Leila Marques, com a colaboração de Simone Feigelson e Denise Vogel, e lançado pela Ed. Rio Books, a obra reúne 67 autoras e autores convidados, 40 arquitetos e urbanistas e mais 27 pesquisadores, mestres e doutores de diferentes áreas do conhecimento (Engenharia, Direito, Turismo, Biologia, Administração, Comunicação, Relações Internacionais, Antropologia, História, Geografia, Paisagismo, Economia, Artes e outras especializações) em 50 ensaios.

 

Sobre o livro

Escrito no primeiro trimestre de 2021, o livro está organizado em 4 partes: 2 capítulos principais e 2 anexos. No primeiro capítulo, as reflexões se caracterizam pelas críticas sobre arquitetura, administração pública, planejamento urbano e urbanismo, tendo em vista os problemas causados ou ampliados com a pandemia.

No segundo capítulo, os ensaios e reflexões abordam aspectos da relação entre os ambientes construídos e naturais, a vida do homem moderno e seu comportamento social. O ponto de convergência desses textos é a qualidade da vida do homem enquanto parte do meio ambiente que habita e que dele depende para a busca, bem-sucedida, do equilíbrio sustentável. 

A terceira parte realiza um encontro lúdico entre arte e ciência, cuja parceria é muito mais presente no cotidiano do que nos damos conta. Ambas se alimentam da criatividade. Na verdade, é preciso ter uma enorme dose de criatividade, para se fazer descobertas científicas e, muitas vezes, essas descobertas acabam por fazer a arte frutificar.

Na última parte, no Apêndice, as organizadoras buscaram a palavra do professor, parlamentar e vereador do Rio de Janeiro, Tarcísio Motta, cuja maior votação em 2020 o credencia para as abordagens do “coletivo”. Em ano afeto pela pandemia, às “perguntas que não querem calar”, demonstram que toda a ciência, todas as pesquisas, ao final, dependem da compreensão política e da ação de um povo culturalmente bem alimentado para sua melhor e efetiva participação nas questões da vida urbana. Todas as respostas foram redigidas pelo próprio entrevistado e refletem, portanto, suas opiniões pessoais.

 

Pré-venda

“Cidades Vacinadas” já está em período de pré-venda no valor de R$ 63 para entrega no final de maio. Todo o valor arrecadado pela organizadora nessa etapa será revertido para campanhas de combate à fome. Clique aqui para adquirir! O lançamento do e-book na Amazon e demais plataformas acontece a partir de 1º de junho de 2021.

 

  • Pin It


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.
Campos marcados com * são obrigatórios.

*