Chapa EVOLUÇÃO

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Plano de trabalho:

Renovamos nossa proposta de um CONSELHO, para os arquitetos e pelos arquitetos, com o compromisso de garantir o cumprimento da ética, da transparência, e resultando em uma organização moderna, inteligente, empreendedora, ágil, de visibilidade, competente, orientadora, e fiscalizadora do exercício profissional.

São nossos compromissos:
1. REPRESENTAR a vontade dos arquitetos do Estado, tanto no CAU RS, quanto no CAU BR, promovendo consultas abertas aos profissionais, em eventos específicos, participativos e democráticos de discussão e debate, sobre todos os assuntos pertinentes de interesse da categoria, como a revisão e a aplicabilidade das Resoluções do CAU BR, Salário Mínimo Profissional, RRT, Atribuições, o Fundo de Reserva Obrigatório aos Estados Deficitários, e no acompanhamento dos Projetos de Leis do Legislativo Federal, que poderão intervir nas atividades profissionais.
2. ORIENTAR E DISCIPLINAR o exercício profissional desde a formação profissional, de forma a manter o controle e o acompanhamento das atribuições plenas de todos os arquitetos diplomados, criando um Núcleo de Apoio aos Profissionais e às Instituições de Ensino, visando a Valorização Profissional.
3. DIVULGAR este nosso Conselho através de campanhas institucionais públicas e permanentes, utilizando também as mídias sociais, produzindo uma REVISTA ELETRÔNICA e uma RÁDIO/ TV INTERATIVA e PARTICIPATIVA dos profissionais, ampliando a edição de Cartilhas Temáticas para Sociedade, efetivando os Convênios firmados, de forma a garantir o reconhecimento da Sociedade em todas as áreas de atuação profissional.
4. TRANSPARECER e propor formas participativas de conhecimento e controle social, para profissionais e empresas registradas, funcionários, e Sociedade, com a implantação de uma Central de Atendimento ao Público, da OUVIDORIA, e de uma Controladoria Geral de Serviços, promovendo a publicidade de todos os ATOS praticados, principalmente no que diz respeito às despesas orçamentárias.
5. ORGANIZAR E INSTALAR ESCRITÓRIOS DE REPRESENTAÇÃO com apoio permanente, de forma a garantir ações da operacionalização de todas as questões relativas ao exercício profissional, descentralizadas, treinadas e operantes em várias regiões do Estado.
6. PROPOR E IMPLANTAR um programa de FISCALIZAÇÃO, ágil, atuante, eficaz, e presente, de forma a priorizar a orientação profissional e a ética em todo o Estado, disponibilizando aos envolvidos uma Comissão de Mediação e Conciliação com a finalidade de reduzir conflitos. e com orientações disponíveis através de um Manual de Fiscalização que deverá ser publicado.
7. FORTALECER E INCENTIVAR a participação dos profissionais nas Entidades de Profissionais locais a fim de garantir o aperfeiçoamento, troca de experiências de conhecimento e atribuições da categoria.
8. IMPLANTAR PROGRAMAS ADMINISTRATIVOS INTELIGENTES e INTERLIGADOS, para garantir a celeridade nos encaminhamentos dos atos, protocolos, pedidos, consultas e de todos os processos internos, de forma a reduzir custos operacionais e agilizar as demandas nos procedimentos gerenciais.

Membros

Federais

1 – Manoel Joaquim Tostes (Titular)

MANOEL TOSTES
Formado em 1983 pela UNISINOS. Auditor do Tribunal de Contas. Exerceu cargos de direção Estaduais e Municipais. Participou como membro do COMPACH, da comissão de Arquitetura da Sociedade de Engenharia e entidades ligadas à cultura rio-grandense.

 

1 – RENATO TADEU MATHIAS DOS SANTOS (Suplente)

RENATO MATHIAS
Formado pela UFRGS, com Mestrado em Restauração Arquitetônica pela Escola de Arquitetura da Universidade Politécnica de Madri (Espanha). É advogado formado pela Universidade Luterana do Brasil, e exerce suas atividades profissionais na Secretaria de Estado da Cultura do RS e na SFERA Arquitetura e Urbanismo Ltda. Integrou o COMPAHC e o ICOMOS.

Estaduais

2 – ROSANA OPPITZ (Titular)

ROSANA OPPITZ
Formada pela UNISINOS em 1987, profissional liberal, acadêmica de Direito na FEEVALE, associada à ASAEC/NH, atuante em várias entidades filantrópicas. Diretora Administrativa do CREA/RS (2007); Vice Presidente do CREA/RS (2008); sócia fundadora do CREACRED; Governadora Assistente de Rotary Internacional, Distrito 4670(2014/2015) e atualmente Conselheira do CAU/RS.

 

2 – OSORIO AFONSO DE QUEIROZ JUNIOR (Suplente)

OSORIO QUEIROZ JR
Formado pela UFRGS, com Mestrado em Planejamento Urbano e Regional (PROPUR). Tem pós-graduação em Planejamento do Uso do Solo pela Universidade Técnica de Berlim (Alemanha) e Especialização em Direito Ambiental. Integra o CMDUA e foi Diretor da EPAHC, da Prefeitura Municipal de Porto Alegre.

 

3 – FAUSTO HENRIQUE STEFFEN (Titular)

FAUSTO STEFFEN
Formado pela UNISINOS em 2005, Presidente da ASAEC/NH em 2010/2011, possui escritório de arquitetura em Novo Hamburgo, onde atua como profissional liberal. Atualmente Conselheiro Titular no CAU/RS.

 

3 – DENISE ROSADO RETAMAL CANTARUTTI (Suplente)

DENISE CANTARUTTI
Formada pela Faculdade Ritter dos Reis em 2001. Atualmente exerce cargo na Prefeitura de Porto Alegre. Participou de diversas ações de entidades de classe, entre elas diretoria do Instituto dos Arquitetos do Brasil, Conselheira Suplente da CEARQ/CREA, diretoria da Sociedade de Engenharia do RS.

 

4 – RUI MINEIRO (Titular)

RUI MINIERO
Arquiteto e Urbanista com atuação profissional na área do planejamento, da mobilidade urbana e da regularização fundiária. Mora em Gravataí RS onde tem a base da sua atuação profissional, presidiu a associação dos profissionais da cidade, os conselhos do Plano Diretor e da Habitação locais, foi vice-presidente do Sindicato dos Arquitetos do RS e conselheiro na Câmara de Arquitetura da última legislatura dos Arquitetos no Conselho anterior.

 

4 – CLAUDIO BERNARDES (Suplente)

CLAUDIO BERNARDES
Formado em 1998 na Ulbra. Atuação no Sind. dos Arquitetos no Est. do RS, como Diretor. Atuou no CREA-RS como Inspetor, Repr. de Zonal, Conselheiro e Gestor da Fiscalização. Atuou no CONFEA integrando grupo da ART Nacional e grupo de revisão da Res. 1.008 (Fiscalização). Atuou nos CREA-RJ e CREA-RR como palestrante em treinamentos de Agentes Fiscais. Atuação na Prefeitura de Butiá como Arquiteto e Urbanista. Atua a 16 anos como Arquiteto e Urbanista na Região Carbonífera.

 

5 – ENIO VON MARÉES (Titular)

ENIO VON MARÉES
Formado pela Universidade Canoense de Arquitetura e Urbanismo – FACAU, em 1979. Associado a SEACA/Canoas. Professor de Planejamento Urbano na FACAU. Atualmente Profissional liberal atuando em Prevenção de Incêndio, Individuações e Incorporações e Laudos Técnicos.

 

5 – ROBERTO LUIZ DECO (Suplente)

ROBERTO LUIZ DECÓ
Graduado pela UNISINOS/1984, Pós-Graduado UNISINOS/2012, Associado a SEACA/Canoas e Presidente na gestão 2006/2007, Membro do Conselho Municipal de Cultura) CMC/Canoas 2008/2009, Membro do Conselho Municipal de Desenvolvimento Urbano CMDU/Canoas 2007/2008 – 2013/2014, Profissional Liberal com atuação em RS e SC.

 

6 – JOSÉ ARTHUR FELL (Titular)

ARTHUR FELL
Professor arquiteto, graduado pela ULBRA em 1990, mestre em arquitetura e economia da edificação pelo PROPAR-UFRGS em 2002. Com experiência em desenho, projeto, obra e pesquisa em arquitetura, atualmente ministra aulas no Ensino Superior.

 

6 – ANELISE GERHARDT CANCELLI (Suplente)

ANELISE CANCELLI
Formada pela UFRGS, e com Especialização em Arquitetura Hospitalar. É sócio proprietária da empresa Triple Arquitetura, e integra o Conselho Municipal de Desenvolvimento Urbano Ambiental de Porto Alegre – CMDUA como representante do Instituto Urbano Ambiental – IUA, o qual preside.

 

7 – PEDRO BRUNO REGNER (Titular)

PEDRO REGNER
Formado pela UNISINOS em 1980. Atua como profissional liberal desde 1980 e pessoa jurídica – REGNER Arquitetura Ltda., desde 1998. Pós em Planej. Físico e Territorial UNISINOS em 1984; Gestão Coop. de Crédito – SEESCOP/UNISINOS 2006; Conselho de Administração e Diretor Técnico CREACRED desde 2007. Governador Indicado de Rotary Internacional, Distrito 4680, RS, para 2016/2017.

 

7 – NEWTON SCHÜLER (Suplente)

NEWTON SCHÜLER
Graduado em 1983/UNISINOS. De 1993 a 1996 na Prefeitura Municipal de São Sebastião do Caí. De 1997 a 2000 na Prefeitura Municipal de São José do Hortêncio. De 1997 a 1999 na Schϋler e Luft Ltda. De 1998 a 2002, Conselheiro Titular Crea/RS, representante de São Sebastião do Caí. De 2009 até a presente data na Prefeitura Municipal de São José do Hortêncio.

 

8 – ANTÔNIO CESAR CASSOL DA ROCHA (Titular)

CASSOL
Formado pela Ritter, Especialista em Saúde Pública Sanitarista – UFRGS/SES, Mestre em Arquitetura-UFRGS. Trabalhou na FUNASA, Departamento de Eng. de Saúde Pública, como Coord. Diretor adjunto na Vigilância Sanitária/RS, no CENEC atuou como professor convidado para as aulas de arq. hospitalar. Em 2013/2014 trabalhou no CAU/RS como Agente de Fisc. e atualmente está na Vigilância Sanitária/RS como chefe do setor de aprovação de projetos em Estabelecimentos de Saúde.

 

8 – ALEXANDRE GUELLA FERNANDES (Suplente)

ALEXANDRE GUELLA
Formado 1989. Especialista em Construção (PUC); Mestre em Engenharia (UFRGS); Consultor em Acessibilidade Arquitetônica e Urbanística; Atividades atuais: Bolsa de estudo da Escola de Saúde Pública do RS /Residência Integrada em Saúde – Ênfase Vigilância em Saúde (1º arquiteto a participar de uma residência multiprofissional da ESP); Professor de Escola Técnica nas disciplinas de Desenho Técnico; Ergonomia e Princípios de Gestão Ambiental; Projetista de acessibilidade.

 

9 – IDA MARILENA BIANCHI (Titular)

IDA BIANCHI
Formada pela UFRGS, Especialização em Desenvolvimento Sustentável. Diretora da Empresa Prócidades Consultoria em Planejamento Urbano (desde 2004). Funcionária de carreira da Prefeitura Municipal de Porto Alegre, no cargo de Arquiteta com lotação na Secretaria Municipal de Transporte/Empresa Pública de Transportes e Circulação (1981/2004) com atuação na área de planejamento de trânsito e transportes.

 

9 – RICARDO SCHIAVON (Suplente)

RICARDO SCHIAVON
Graduado na UNISINOS em 1991. Espec. em Segurança do Trânsito na Ulbra em 1997, com diversos cursos em arq. e mobilidade urbana, trabalha na empresa RS Arquitetura, Plan. Urbano e Asses. de Trânsito Ltda. onde é sócio-diretor, tendo prestado serviços para diversas pref. e empresas na área de mob. urbana. Consultor da FAMURS, prof. do curso de extensão de Instrutor do DETRAN na FEEVALE. Ex-Conselheiro do CETRAN, e voluntário do Mov. Gaúcho pelo Trânsito Seguro, entre outros.

 

10 – GERSON LUIZ KAUER (Titular)

GERSON KAUER
Formado pela UNISINOS em 1991, é associado da AEA (São Leopoldo), e atuou como presidente nos biênios 1999/2000 e 2009/2010, Atualmente é vice-presidente na gestão 2013/2014.

 

10 – RENÊ ANDRÉ MURARO (Suplente)

RENÊ MURARO
Formado pela UFRGS em 2008, é associado da AEA-SL desde 2012 na qual fez parte da diretoria como primeiro secretário, sendo atualmente segundo tesoureiro. É um dos representantes desta associação junto aos conselhos municipais do Plano Diretor e do Serviço Municipal de Água e Esgotos – SEMAE/São Leopoldo.

 

11 – JOSÉ RICARDO GONÇALVES NEVES (Titular)

JOSÉ NEVES
Arquiteto Urbanista (1989), especialista em Geoprocessamento e Mestre em eng. Civil, atuou como assessor em Plan. Urbano e Mobilidade nas Pref. de São Francisco de Paula e Vacaria. Possui Escritório de Arq. e Urb. em Gravataí, onde reside, foi Presidente da AGREGA por dois mandatos. Atua com desenv. de conceitos de empreend. de urbanização e na área de Plan. Urbano e Regional, projetos arq. residencial, comercial e industrial, consultoria ambiental e projetos de EIV.

 

11 – MARCIO LUIZ OPPITZ RIBAS (Suplente)

MÁRCIO OPPITZ RIBAS
Formado pela Unisinos/RS em 2006, trabalha e atua na área de projetos residenciais, comerciais, interiores e paisagismo. Especializou-se em soluções sustentáveis, arquitetura comercial, design gráfico e projetos de parques temáticos. Possui experiência profissional na área da construção civil desde 1998.

 

12 – MAICON SCHAAB (Titular)

MAICON SCHAAB
Formado pela UNISINOS em 2010, profissional liberal, atual presidente da ASAEC/NH – gestão 2014/15, conselheiro do COMPAM no município e membro do Comitê de Jovens Empreendedores da ACI NH/CB/EV.

 

12 – MAÍRA COSTA (Suplente)

MAÍRA COSTA
Formada pela Feevale-Novo Hamburgo, possui escritório próprio com foco na construção civil e reforma de interiores. Com passagem pela Prefeitura Municipal como assessora executiva da Unidade do Programa de Desenvolvimento Municipal Integrado através de verba internacional, adquiriu grande conhecimento no Setor Público e nos processos administrativos.

 

13 – CARINE VIVIANE GRINGS (Titular)

CARINE GRINGS
Formada em 2008 pela Feevale, com pós-graduação em Arquitetura de Interiores pela Uniritter Porto Alegre, atua no mercado desenvolvendo projetos residenciais e comerciais, atuando também como responsável no setor financeiro e contábil da empresa Esquadrias Primos.

 

13 – Emílio Boesche Leuck (Suplente)

EMILIO LEUCK
Formado pela Universidade Feevale, atua de forma autônoma no desenvolvimento e coordenação de projetos comerciais e corporativos; e como arquiteto no escritório LAURA LEUCK ARQUITETURA.

 

14 – PAULA TITTON DE CARLI (Titular)

PAULA DE CARLI
Formada na Universidade de Caxias do Sul 2007/2 e pós graduada no curso de Gestão empresarial para arquitetos pela FGV de Porto Alegre no ano de 2010. É proprietária da empresa Arquilátero arquitetura integrada de Caxias do Sul, trabalha com projetos de arquitetura comercial, residencial e industrial, além de arquitetura de interiores.

 

14 – MARCOS ROBERTO LINCK (Suplente)

MARCOS LINCK
Formado pela UNISINOS em 1984/2. Associado com participação ativa na entidade de classe ASAEC/NH, ocupando diversos cargos em comissões, tesoureiro, vice-presidente e presidente. Nestas eleições em busca de um Conselho representativo.

 

15 – MARGANE MARIA KUNZLER (Titular)

MARGANE KUNZLER
Formada pela UNISINOS. Profissional liberal. Exerce a profissão de arquiteta em toda a Região Metropolitana e principalmente no Vale do Sinos. Tem escritório próprio em Estância Velha.

 

15 – NELSON IVAN DE LIMA VEDOY (Suplente)

NELSON VEDOY
Formado pela UNISINOS, atua como profissional liberal em projetos e execução arquitetônicos, reformas e construção pelo Sistema CEF, administração e planejamento de obras.

 

16 – RENATO DE AZEVEDO WESTPHALEN (Titular)

RENATO WESTPHALEN
Formado pela UNISINOS em 86/2. Especialista em Geoprocessamento pela UNISINOS. Foi Inspetor Tesoureiro do CREA na Inspetoria de Cruz Alta. Participou da Associação de Engenheiros e Arquitetos de Cruz Alta e da ASAEC/NH. Arquiteto Concursado da Prefeitura Municipal de Novo Hamburgo desde 1992 onde exerce o cargo de Diretor de Projetos Executivos da Secretaria de Desenvolvimento Urbano.

 

16 – PAULO CESAR FONTANA COPETTI (Suplente)

COPETTI
Arquiteto e Urbanista, formado pela UNISINOS em 1986, sócio e participante da ASAEC/NH. Autônomo e arquiteto da Prefeitura Municipal de Novo Hamburgo desde 2002. Espero poder colaborar para um Conselho atuante.

 

17 – LAURA LEUCK (Titular)

LAURA LEUCK
Arquiteta e Urbanista formada pela UNISINOS em 1982, é associada da ASAEC/NH. Atuante como profissional liberal na região do Vale dos Sinos e participante de Comissões de interesse da categoria.

 

17 – MÁRCIO MACHADO PEIXOTO (Suplente)

MÁRCIO PEIXOTO
Arquiteto e Urbanista formado pela UNISINOS em 2000. Profissional liberal. Atualmente trabalha no escritório LAURA LEUCK Arquitetura.

 

18 – ILIANE HENNEMANN (Titular)

ILIANE HENNEMANN
Formada pela UNISINOS em 1985. Trabalhou em Novo Hamburgo até 1991 e de 1995/96 na Prefeitura e NH, em contrato emergencial. Concursada na Prefeitura de Estância Velha desde 2001. Divide escritório. Para estas eleições, empenho um real apoio ao profissional arquiteto.

 

18 – LIZIANI ARNOLDO VON HOHENDORFF (Suplente)

LIZI VON HOHENDORFF
Formada pela UNISINOS, trabalha na Prefeitura de Estância Velha, onde também tem escritório. Empenhada no trabalho de um Conselho que possa orientar e apoiar o profissional arquiteto.

 

19 – LUIZ FERNANDO BENATTI RODRIGUES (Titular)

BENATTI
Formado pela UNISINOS. Trabalha atualmente na Prefeitura Municipal de Novo Hamburgo. Participativo e atuante. Dedicou boa parte do seu tempo promovendo união entre os profissionais da área tecnológica junto a AEA/SL e ao CREA-RS.

 

19 – HANNELORE ROEBEN TESSMER (Suplente)

HANNELORE TESSMER
Arquiteta Urbanista, Formada pela Ufrgs em 1981, trabalha na Prefeitura Municipal de Novo Hamburgo desde 2010 na área de patrimônio histórico.

 

20 – ANDRÉ FELIPE BRENNER (Titular)

ANDRÉ BRENNER
Formado pela FAU/UFRGS em 1988, concursado como Arquiteto na Prefeitura Municipal de Novo Hamburgo desde 1992, onde atua na área de Planejamento Urbano, Diretor de Planejamento Urbano em 2005/2006, membro da Comissão Permanente do PDUA desde 2006.

 

20 – MAURA GELCICH (Suplente)

MAURA GELCICH
Arquiteta e Urbanista, Formada pela UNISINOS em 1995, trabalha na Prefeitura Municipal de Novo Hamburgo, desde 1998, onde está coordenadora há 9 anos do Setor de Cadastro Digital.

 

 

 



5 Responses to Chapa EVOLUÇÃO

  1. RAFAEL MIRANDA DOS SANTOS

    Gostaria de saber a posição desta chapa à respeito das RRT’s e da fiscalização em cidades do interior e litoral norte. Por que uma rrt para projeto e outra para a execução? O Crea tem tido uma conduta abusiva em relação à fiscalização no interior.Estamos sem representatividade no interior e não temos nem canal para interagir ou reclamar.Problemas como os ppci’s e justiça do trabalho são recorrentes, em claro abuso, quais as propostas desta chapa para haver este tipo de debate?

  2. Caro Rafael Miranda dos Santos, com relação ao valores cobrados no RRT, defendemos o que diz a lei:…em qualquer hipótese o valor da RRT não poderá ser superior a R$63,00(atualizado…) isso é o que defendemos o valor único por contrato e não por serviço discriminado conforme o CAU entendeu através de Resolução.SOMOS CONTRA ISSO. Praticamente não temos fiscalização hoje, queremos fiscalização REAL, a Lei 12.378 que criou o CAU já prevê a descentralização do conselho, aqui no RS é que não querem. Em outros estados já está funcionando através da regionalização com escritórios de representação. Queremos que o CAU reconheça as entidades mistas de Arquitetos que são as que congregam os profissionais principalmente no interior, inclusive com repasse de recursos que hoje atende somente a 3 ou 4 entidades do RS que em 2014 partilharam R$180.000,00 (

  3. Caro Rafael Miranda dos Santos, com relação ao valores cobrados no RRT, defendemos o que diz a lei:…em qualquer hipótese o valor da RRT não poderá ser superior a R$63,00(atualizado…) isso é o que defendemos o valor único por contrato e não por serviço discriminado conforme o CAU entendeu através de Resolução.SOMOS CONTRA ISSO. Praticamente não temos fiscalização hoje, queremos fiscalização REAL, a Lei 12.378 que criou o CAU já prevê a descentralização do conselho, aqui no RS é que não querem. Em outros estados já está funcionando através da regionalização com escritórios de representação. Queremos que o CAU reconheça as entidades mistas de Arquitetos que são as que congregam os profissionais principalmente no interior, inclusive com repasse de recursos que hoje atende somente a 3 ou 4 entidades do RS que em 2014 partilharam R$180.000,00. Agradecemos o interesse e espero ter tirado tuas dúvidas. Dia 05 é chapa 1 CAU EVOLUÇÃO.

  4. Caro Rafael

    A Proposta é simples temos que seguir a Lei nº 12.378, de 31 de Dezembro de 2010 que diz em seu Art. 45. Toda realização de trabalho de competência privativa ou de atuação compartilhas com outras profissões regulamentadas será objeto de Registro de Responsabilidade Técnica – RRT. Ainda no seu Art. 49. O valor da Taxa de RRT é, em todas as hipóteses, de R$ 60,00 (sessenta reais). Parágrafo único. O valor no caput será atualizado, anualmente, … conforme índice especificado no restante do parágrafo. O SIMPLES É DEVE SER REGISTRADO UM RRT PARA CADA CONTRATO É ISSO QUE ESTÁ NA LEI. Portanto o Arquiteto contratado para Parcelamento de Solo, Projeto, Execução, Administração, Paisagismo e Decoração de uma Residência em um só CONTRATO DEVE TER O DIREITO DE FAZER UM ÚNICO RRT.

  5. Quanto a ter a quem recorrer os Conselheiros devem ter um canal direto com os arquitetos e eles mesmos responder os questionamentos e melhor resolver as pendências do dia a dia. Outra forma de atender o Interior é criar Escritórios de Representação em Pontos Estratégicos do Estado, com Sede para dar Visibilidade ao Conselho e principalmente atender ao público profissional e leigo. E implantar DE FATO A FISCALIZAÇÃO.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.
Campos marcados com * são obrigatórios.

*