Home » Notícias » Destaques, Eventos, Notícias, Notícias CAU/RS, Oportunidades » Caminhada da Perda: roteiro guiado apresenta as transformações da paisagem urbana de Porto Alegre

Caminhada da Perda: roteiro guiado apresenta as transformações da paisagem urbana de Porto Alegre

O evento promovido pelo CAU/RS faz parte da programação do Dia Nacional do Patrimônio Histórico.

O Dia Nacional do Patrimônio Histórico é comemorado em todo o país no dia 17 de agosto, em homenagem ao nascimento de Rodrigo Melo Franco de Andrade, primeiro presidente do Instituto do Patrimônio Histórico Artístico Nacional (Iphan). Para reforçar a importância do tema, o Governo do Rio Grande do Sul decretou o dia 17 de agosto também como Dia Estadual do Patrimônio Cultural.

Neste contexto, o Conselho de Arquitetura e Urbanismo (CAU/RS), por meio de sua Comissão Temporária de Patrimônio Histórico (CTPH), promove um evento para celebrar a arquitetura gaúcha e alertar para a importância da preservação do Patrimônio Histórico e Cultural do Rio Grande do Sul. A Caminhada da Perda acontece em Porto Alegre no dia 17 de agosto, com saída da praça Marechal Deodoro (em frente à Catedral) às 10h30. O evento é uma oportunidade para aprender mais sobre Patrimônio Histórico, por meio de um roteiro guiado e ilustrado.

Confirme presença no evento!

Roteiro

A seguir, o roteiro da caminhada e algumas das reflexões que serão levantadas em cada ponto de visita:

  1. Praça Marechal Deodoro (antiga Praça da Matriz): A transformação urbana e as demolições de acordo com o entendimento da época
  2. Praça Senador Florêncio: A transformação urbana e as demolições de acordo com o entendimento da época
  3. Largo dos Medeiros: A transformação urbana e as substituições
  4. Igreja do Rosário (antiga Irmandade Nossa Senhora do Rosário dos Pretos): Destombamento e a substituição
  5. Praça Otávio Rocha: As substituições e as descaracterizações
  6. Praça Osvaldo Cruz: A transformação urbana e as substituições
  7. Praça XV: A transformação urbana, as substituições, descaracterizações e resgate
*Programação sujeita a alterações.

Conscientização por meio do desconforto

O coordenador da CTPH, arquiteto e urbanista Oritz Adriano Adams de Campos, comenta sobre a atividade de educação patrimonial: “A intenção é provocar a conscientização por meio do desconforto e do sentimento de perda dos casarios e palacetes da Porto Alegre. A história da capital gaúcha será revelada, propiciando aos presentes a comparação do passado com o presente e as consequências da renovação urbana sem a devida atenção à preservação de nosso patrimônio arquitetônico”.

A agenda de eventos relacionados ao patrimônio gaúcho é extensa e muitos acontecerão até o final do ano. O CAU/RS mapeou os principais. Clique aqui para acessar.

“Para finalizar esta semana de comemorações, o Conselho dará a arrancada para as atividades da Rede Estadual de Promoção e Proteção do Patrimônio Cultural, que será formada por outras 15 instituições ligadas ao tema”, complementa o conselheiro do CAU/RS. Em breve mais informações sobre a Rede no site do Conselho.

  • Pin It


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.
Campos marcados com * são obrigatórios.

*