Home » Notícias » Notícias CAU/RS » Anne Lacaton e Jean-Philippe Vassal recebem o Prêmio Pritzker 2021

Anne Lacaton e Jean-Philippe Vassal recebem o Prêmio Pritzker 2021

Print Friendly, PDF & Email

A dupla francesa é famosa por seus projetos de habitação sustentável e pelo Palais de Tokyo, uma galeria de arte contemporânea em Paris.

O Prêmio Pritzker de Arquitetura, a maior honraria nesse campo profissional, foi concedido a Anne Lacaton e Jean-Philippe Vassal, fundadores do escritório Lacaton & Vassal. A dupla francesa é famosa por seus projetos de habitação sustentável e pelo Palais de Tokyo, uma galeria de arte contemporânea em Paris. Em suas três décadas de atuação, a firma vem se dedicando ao “enriquecimento da vida humana”, beneficiando os indivíduos e apoiando a evolução da cidade.

“A boa arquitetura é aberta – aberta à vida, aberta a aumentar a liberdade de qualquer pessoa, onde todos possam fazer o que precisam. Não deve ser exibicionista ou imponente, mas familiar, útil e bela, capaz de sustentar silenciosamente a vida que nela terá lugar.” – Anne Lacaton

Anunciado hoje por Tom Pritzker, Presidente da Fundação Hyatt, Anne Lacaton (1955, Saint-Pardoux, França) e Jean-Philippe Vassal (1954, Casablanca, Marrocos) são o 49º e 50º laureados do Prêmio Pritzker de Arquitetura, por suas contribuições consistentes e significativas para a humanidade e o ambiente construído. Lacaton se torna a primeira arquiteta francesa a receber a honraria.

Elogiados por sua abordagem que renova as esperanças modernistas de melhorar a vida das massas e revê a própria definição da profissão, o escritório francês gera intervenções que “respondem às emergências climáticas e ecológicas de nosso tempo, bem como às urgências sociais, particularmente no reino da habitação urbana”. Repensando a noção de sustentabilidade, a dupla acredita firmemente no princípio de “nunca demolir”, aproveitando as oportunidades para atualizar e transformar, celebrando as propriedades duradouras dos edifícios.

“Este ano, mais do que nunca, sentimos que fazemos parte da humanidade como um todo. Seja por questões de saúde, políticas ou sociais, é preciso construir um senso de coletividade. Como em qualquer sistema interconectado, ser justo com o meio ambiente, ser justo com a humanidade é ser justo com as próximas gerações. […] Lacaton e Vassal são radicais em sua delicadeza e ousados em sua sutileza, equilibrando uma abordagem respeitosa e direta ao ambiente construído” – Alejandro Aravena, Presidente do Júri do Prêmio Pritzker de Arquitetura.

Tendo se conhecido no final dos anos 1970 na École Nationale Supérieure d’Architecture et de Paysage de Bordeaux, Anne Lacaton (1955, Saint-Pardoux, França) e Jean-Philippe Vassal (1954, Casablanca, Marrocos) construíram seu primeiro projeto conjunto em Niamey, Níger: uma cabana de palha temporária, construída com galhos de arbustos locais que cederam às forças do vento dois anos após a conclusão. Naquela época, juraram “nunca demolir o que pudesse ser resgatado […] ampliando por acréscimos, respeitando o luxo da simplicidade e propondo novas possibilidades”. Em 1987, fundaram a Lacaton & Vassal em Paris, com foco em espaços generosos e liberdade de uso por meio de materiais econômicos e ecológicos. Seu portfólio conta atualmente com mais de 30 projetos em toda a Europa e África Ocidental, que vão desde instituições culturais e acadêmicas privadas a espaços públicos, habitação social e projetos urbanos.

“Anne Lacaton e Jean-Philippe Vassal sempre entenderam que a arquitetura empresta sua capacidade de construir uma comunidade para toda a sociedade. […] Seu objetivo de servir a vida humana por meio do trabalho, da demonstração da força através da modéstia e do cultivo do diálogo entre o antigo e o novo amplia o campo da arquitetura” – Tom Pritzker

Fonte: ArchDaily
  • Pin It


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.
Campos marcados com * são obrigatórios.

*