Home » Notícias, Notícias CAU/RS, Oportunidades » Fundação Iberê Camargo inicia campanha de captação de recursos de pessoas físicas

Fundação Iberê Camargo inicia campanha de captação de recursos de pessoas físicas

Ação visa mobilizar a comunidade a contribuir com a manutenção das atividades da instituição. Pessoas físicas podem aportar de recursos de forma espontânea ou por meio de isenção fiscal

A Fundação Iberê Camargo, instituição cultural com sede em Porto Alegre, está lançando uma campanha de arrecadação de fundos para incentivar a comunidade a contribuir com a manutenção de suas atividades. A campanha faz parte do projeto de reestruturação da instituição que, desde 2016, busca enfrentar as dificuldades econômicas fazendo um reposicionamento de programação e governança, tornando-se mais aberta e inclusiva, em diálogo com os mais diversos públicos e campos do conhecimento, e elevando seu papel como instituição cidadã.

Qualquer pessoa pode contribuir de forma direta, bastando fazer depósito identificado (CNPJ ou CPF do depositante) no Banco Santander (033), Agência 3527, conta 130001752 em nome da Fundação Iberê Camargo, CNPJ 01.204.099/0001-06. Quem optar por usar o benefício da isenção fiscal pode destinar 6% de seu Imposto de Renda (para optantes da declaração completa, ano base 2017), através da Lei Rouanet. As informações e instruções sobre como proceder as doações podem ser obtidas pelo emaildoacao@iberecamargo.org.br. Todos os doadores terão seus nomes identificados em um mural, que será exposto na Fundação Iberê Camargo ao final da campanha, independentemente dos valores doados. A campanha termina no dia 27 de dezembro.

Segundo o presidente da Fundação Iberê Camargo, Justo Werlang, a prática colaborativa contribui para o efetivo exercício da cidadania. “Vivenciamos hoje um forte sentimento de simpatia, pertencimento e apropriação da comunidade em relação às atividades da Fundação Iberê Camargo, que vêm trazendo um público de cerca de três mil pessoas durante os finais de semana. Em 2017, ampliamos a programação cultural e oferecemos, em paralelo às exposições, uma agenda permanente de atividades, como música ao por do sol, sessões de cinema comentadas, seminários, cursos, rodas de conversas, performances e oficinas de artes, de forma totalmente gratuita e acessível. Ao aportar recursos para contribuir com a continuidade e o desenvolvimento dessas atividades artísticas e culturais, os cidadãos também estarão exercendo sua responsabilidade social”, afirma.

Sobre a Fundação Iberê Camargo

A Fundação Iberê Camargo é uma instituição privada sem fins lucrativos, criada em 1995, a partir de um desejo do próprio artista e sua esposa, Maria Coussirat Camargo, e com o apoio de amigos e empresários de Porto Alegre.

Há 22 anos, a Fundação desenvolve ações culturais e educativas com a missão de preservar o acervo, promover o estudo, a divulgação da obra de Iberê Camargo e estimular a interação de seu público com arte, cultura e educação, por meio de programas interdisciplinares. Seu acervo é formado por um núcleo documental, composto de documentos e imagens relacionadas à vida e à obra do artista, e um núcleo com a coleção Maria Coussirat Camargo, que inclui pinturas, gravuras, guaches, desenhos e estudos de Iberê Camargo, obras que o casal acumulou durante a vida.
A sede da instituição, inaugurada em 2008, foi projetada pelo português Álvaro Siza, um dos arquitetos contemporâneos mais importantes do mundo. O projeto recebeu o Leão de Ouro da Bienal de Arquitetura de Veneza (2002) e é mérito especial da Trienal de Design de Milão.

Referência arquitetônica na cidade de Porto Alegre, o prédio possui salas expositivas, átrio, reserva técnica, centro de documentação e pesquisa, ateliê de gravura, ateliê do educativo, auditório, loja, cafeteria, estacionamento e parque ambiental projetado pela Fundação Gaia.

Iberê Camargo

[Restinga Seca, 1914 – Porto Alegre, 1994] – Iberê Camargo é um dos grandes nomes da arte brasileira do século 20. Autor de uma extensa obra, que inclui pinturas, desenhos, guaches e gravuras, Iberê nunca se filiou a correntes ou movimentos, mas exerceu forte liderança no meio artístico e intelectual brasileiro. Dentre as diferentes facetas de sua vasta produção, o artista desenvolveu as conhecidas séries Carretéis, Ciclistas e As idiotas, que marcaram sua trajetória. Grande parte de sua produção, estimada em mais de sete mil obras, compõe hoje o acervo da Fundação Iberê Camargo.

  • Pin It


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.
Campos marcados com * são obrigatórios.

*